Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
29ºmax
22ºmin
FLAGRA

Flagrante de desrespeito às leis e negligência da polícia em Araguaína

20 dezembro 2011 - 08h06

Da Redação
 

Você acha normal um estabelecimento vender bebida alcoólica até cinco horas da manhã? E quanto a este mesmo comércio vender estas bebidas a menores de idade? Você acha normal uma pessoa pilotar ou dirigir alcoolizada? E quando essa pessoa é um taxista, você se sentiria seguro em pagar uma corrida a um taxista com uma cerveja na mão em horário de trabalho? E quando você se dá conta de que as autoridades que poderiam tentar coibir essas atitudes fazem vista grossa para estes fatos?

Todas essas situações foram registradas por nossa reportagem durante uma mesma madrugada em Araguaína, onde motoristas e motociclistas após ingerir bebidas alcoólicas, conduziam seus veículos pondo em risco suas vidas e possivelmente a de terceiros. O fato mais preocupante dentre estes que foram citados, foi que uma viatura da Polícia Militar que fazia ronda pela região onde estão localizadas as adegas, desviava a direção destes estabelecimentos a cerca de 100 metros antes de chegar aos locais. O que justificaria tal atitude? As imagens mostram todo o percurso que a viatura faz ao se desviar da direção das adegas onde vários jovens, inclusive adolescentes, consumiam livremente álcool.
 

 

Alerta
Nossa equipe decidiu preservar a identificação da viatura e o dia em que foi registrada a imagem, com o intuito de não prejudicar os militares escalados para este plantão, já que o objetivo da divulgação é fazer uma alerta às autoridades policiais para que levem realmente à sério situações como essas que comprometem diretamente a vida de pessoas inocentes.

Sabemos que no período de festas de final de ano aumenta consideravelmente o índice de acidentes, na maioria dos casos provocados por negligências, entre elas, o abuso de bebidas alcoólicas, nessa época seria imprescindível o aumento da fiscalização em estabelecimentos como esses que comercializam bebidas.

Vandalismo
Além dessas irregularidades, o consumo de bebidas nestas adegas pode estar diretamente ligado aos casos de vandalismos na cidade. A exemplo disso, em meados do mês de novembro, a Saneatins registrou vários pedidos de hidrômetros que foram destruídos em uma única madrugada.

Vizinha de uma dessas adegas, uma mulher que preferiu não falar seu nome à nossa equipe, afirmou que seu marido já presenciou e identificou dois envolvidos na destruição de hidrômetros e acionou a polícia que capturou os acusados que eram menores de idade e após serem ouvidos, foram liberados. “É um absurdo essas coisas acontecerem, menor de idade bebendo e aprontando e a polícia que poderia estar protegendo e pelo menos tentando evitar isso, não faz nada? Hoje é um hidrômetro quebrado, amanhã pode ser um cidadão de bem sendo agredido, ou pior, a morte de um filho, irmão, pai, provocado por um acidente de algum bêbado irresponsável. Isso pode acontecer com qualquer um”, desabafa a mulher.

AO VIVO