Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
TOCANTINS

Cidade do interior entra em estado de alerta após registrar novos casos de dengue hemorrágica

18 agosto 2021 - 12h07

Secretaria Municipal de Saúde de Guaraí na região central do Tocantins, emitiu um alerta nesta terça-feira (17), para o risco de propagação da dengue no município. O sinal foi acionado após o Hospital Regional de Guaraí (HRG) confirmar um paciente em tratamento com dengue hemorrágica.

De acordo com o HRG, um outro paciente aguarda exames que vão confirmar ou descartar a hipótese da doença.

Apesar da intensa fiscalização realizada pelos agentes de endemias, a Secretaria Municipal de Saúde planeja ações e o trabalho preventivo e de conscientização será reforçado.

“Não podemos baixar a guarda. Mesmo no período sem chuvas é preciso ligar o sinal de alerta e reforçar o trabalho preventivo e de conscientização. Contamos com o apoio de toda a população para fiscalização dos seus quintais, locais que possam acumular água parada”, alerta o secretário municipal de Saúde, Wellington de Sousa.

Dados de contágio em 2021

Segundo dados divulgados pela Vigilância Epidemiológica do município, ao todo foram 45 casos notificados de dengue em 2021, sendo oito positivos, desses, dois por dengue hemorrágica.

Em relação à zika, foram 22 notificações e 1 caso positivo. Os de chikungunya foram 25 notificações e três positivos.

Visitas domiciliares e fiscalização

Em 2021, os agentes de controle de endemias realizaram 47.461 visitas domiciliares em Guaraí. Foram mais de 300 tubitos coletados para análise de larvas.

Segundo informou o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), somente no mês de julho foram encontrados 10 depósitos positivos para larvas de Aedes aegypti.

Sintomas

Dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor na barriga e náuseas, dores no corpo e febre. Esses são os principais sintomas de quem está com suspeita de dengue.

Se você apresentar algum desses sinais, procure uma das oito unidades de saúde do município para iniciar o tratamento correto.

Fique atento

Os principais criadouros do mosquito ainda são encontrados nas residências, principalmente nos quintais, como baldes sem tampa, vasilhas, pratos de plantas e caixas d’água destampadas. Mas não se pode descuidar da atenção a pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, entre outros.

AO VIVO