Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
23ºmin
SOS ARAGUAÍNA

Empresários se mobilizam em carreata e cobram respostas: "Ficamos muito tempo de portas fechadas"

26 maio 2020 - 09h56Por Redação

Dezenas de manifestantes saíram em carreata de protesto em Araguaína, no Norte do Tocantins, para cobrar respostas do poder público para os problemas que a população vem enfrentando diante da pandemia.

Contando com o suporte da Polícia Militar, o evento organizado pela classe empresarial, teve concentração na Via Lago e percorreu as principais avenidas da cidade na tarde de ontem (25). 

Com o tema “SOS Araguaína Precisamos Salvar Vidas e Empregos”, os participantes apresentaram diversas reivindicações tanto no âmbito econômico quanto no da saúde pública, entre elas: 

  •  Mais leitos de UTI 
  • Dipensa do pagamento de Alvará de funcionamento e IPTU
  • Cancelamento ou redução do ICMS por três meses
  • Transparência nas compras sem licitação
  • Hospital de Campanha
  • Abertura gradual do comércio com responsabilidade e segurança 

"A carreata foi um momento importante para expressarmos nossa instatisfação diante de uma crise totalmente fora do comum. Fizemos respeitando todas as medidas e me sinto orgulhosa em fazer parte desse movimento. Temos plena consciência de que a situação não é fácil, buscamos fazer nossa parte mas também o que esperamos é o respaldo do poder público em atender as demandas que cobramos no manifesto", disse a empresária Luana Cabral em entrevista ao Portal O Norte. 

O empresário Ygor Cortez também participou da iniciativa: "Queremos condições simplesmente para trabalhar. Nós ficamos muito tempo de portas fechadas, esperando uma ação do governo e fomos sacrificados com isso. O que foi feito nesse período por parte dos nossos governantes, para dar condições de continuarmos empregando, movimentando a economia de nossa cidade de nosso Estado? Essa é a nossa indagação?", observa.

Protesto cancelado no Lockdown

Vale lembrar que na semana passada, um grupo de manifestantes divulgou um banner nas redes sociais, convocando araguainenses para irem às ruas em carreta protestando contra o Lockdown decretado em Araguaína e mais 34 cidades. A medida que durou uma semana foi defendida por muitas pessoas mas também virou alvo de várias críticas nas redes sociais.

Dezenas de policiais militares se prepararam para intervir na provável aglomeração mas o evento não chegou a acontecer. De acordo com a polícia, eles identificaram o autor do movimento, que não teve o nome divulgado mas poderá responder criminalmente por incitar populares a desafiar uma determinação estadual. 

Com o fim do "Lockdown" determinado pelo governador Mauro Carlesse, o prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas anunciou que o funcionamento do comércio continuará de forma restrita na cidade. 

Cenário em Araguaína

Ao todo, 1.214 casos do novo Coronavírus foram notificados em Araguaína, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado ontem (25) pelo município. Destes, 510 pacientes já estão recuperados e 14 faleceram.

AO VIVO