Menu
Busca domingo, 08 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
33ºmax
22ºmin
DATA BASE

Sisemp realiza assembleia geral extraordinária para discutir data base

22 fevereiro 2011 - 18h55

Na manhã desta terça-feira, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Palmas (Sisemp), realizou uma Assembleia Geral Extraordinária no auditório da ATM, o evento contou com a participação de servidores municipais de todas as categorias, presidente do Sisemp, Carlos Augusto de Oliveira, do vice-presidente, Nonato Noleto, do assessor jurídico, Rodrigo Coelho, do presidente do Sindfiscal, José Ronaldo dos Santos de integrantes da diretoria do Sisemp dentre outros.

Durante a Assembleia foram discutidos temas como data base igual para todos os servidores, pagamento do benefício quinquênio para os aposentados, plano de saúde, adicional de insalubridade para os servidores da saúde, equiparação salarial dos agentes de combate às endemias, campanha publicitária que será realizada pelo Sisemp contra a discriminação salarial e equiparação de 41,87% para todos as categorias de servidores e o aumento salarial concedido recentemente ao prefeito, à vice-prefeita e aos vereadores de Palmas.

Carlos Augusto Oliveira declarou durante o evento que as categorias têm que se unir, deixar de temer as represálias e lutar pelos seus direitos. “Nós estamos aqui para lutar por vocês servidores, sozinho o sindicato não consegue realizar nenhuma conquista satisfatória, as categorias de nível médio e fundamental que são os maiores interessados e que deveriam estar aqui não estão, nós estamos realizando esta assembleia para levar até vocês o que esta acontecendo, a prefeitura concedeu recentemente um aumento salarial para a categoria de nível superior, e não estendeu o benefício as categorias de nível médio e fundamental, e a consequência disso foi uma diferença no percentual da data base”, concluiu Oliveira.

Já o presidente do sindfiscal agradeceu pelo convite do Sisemp e parabenizou o presidente Carlos Augusto pelas ações realizadas. “Unidos nós vamos trabalhar com mais qualidade, cada um vai sair daqui com a missão de ser multiplicador, de convocar mais servidores a comparecerem às nossas reuniões, nós temos de nos conscientizar de que a administração é transitória de que nós não podemos nos intimidar, nós não somos ainda o que queremos, mas com certeza não somos o que éramos”, afirmou Santos.

Heraldo Lopes, presidente da Aspen, declarou que as categorias precisam reivindicar melhores condições de trabalho, ambientes dignos, e afirmou que muitas vezes os servidores só se mobilizam quando a questão é financeira, e que as categorias tem que buscar os seus direitos.

Nonato declarou que a assembleia esta sendo realizada principalmente para as categorias de nível médio e fundamental, ou seja, para os auxiliares e assistentes. “Os servidores de nível superior conseguiram alcançar um nível salarial satisfatório, e agora estão ajudando as demais categorias a lutarem pelos seus direitos, os servidores tem que procurar o sindicato, nós temos uma assessoria jurídica extremamente eficiente para atender os servidores, uma assessoria de imprensa que esta alimentando o site, temos o telefone para contato, nós precisamos ir atrás dos nossos direitos, o Sindicato é base mas quem tem que lutar são os servidores, o Carlão assumiu a bandeira , esta lutando pelas categorias, se superando, é muito gratificante ver a evolução desta entidade, nós precisamos apresentar soluções, ideias, temos que batalhar para conseguir as coisas”, afirmou Nonato.

Rodrigo Coelho esclareceu algumas dúvidas dos servidores e falou sobre as questões discutidas recentemente entre o Sisemp e a administração municipal. “Nas reuniões que tivemos a semana passada eles silenciaram com esta discriminação que esta havendo no município, além da incorporação da gratificação esta lei modificou toda a tabela de nível superior, isto é inconstitucional o poder público não pode estabelecer este tratamento discriminatório, e na última reunião que tivemos na Seplag a administração acabou admitindo o equivoco que cometeram, e agora nós estamos lançando esta campanha e esperamos que a prefeitura estenda os benefícios para as demais categorias”, disse o assessor jurídico.

Durante o evento os servidores revelaram um forte descontentamento e indignação com diversas atitudes da administração municipal, e principalmente com o tratamento dado aos servidores.

A Assembleia foi realizada com a participação direta dos servidores, com votação e decisão da maioria sobre os assuntos em questão, onde a maioria decidiu por dar início à campanha contra a discriminação salarial, com a divulgação de panfletos, Outdoor, adesivos, divulgação em TV, Rádio, e nos maiores veículos de comunicação do Estado.

Foi ainda decisão da maioria que seja aberta uma ação judicial contra o aumento salarial concedido ao prefeito Raul Filho, à sua vice e aos vereadores, além de ter sido agendado uma próxima assembleia para o dia 17 de março. (Da Assessoria de Imprensa Sisemp)

 

AO VIVO