Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
18ºmin
ENSINO SUPERIOR

Professores da UFT decidem entrar em greve

21 junho 2011 - 18h49

Os professores da Universidade Federal do Tocantins (UFT) decidiram na tarde de hoje em assembleia realizada na tarde de ontem no auditório do bloco III em Palmas entrar em greve a partir da próxima segunda-feira. A categoria reivindica aumento salarial e progressão de carreira.


Durante assembleia professores de Palmas e representantes dos sete campi distribuídos no Estado apresentaram propostas que foram decisivas para o início da greve. As propostas foram avaliadas pela diretoria da Seção Sindical dos Docentes da UFT (Sesduft) que em seguida decidiu pela paralisação geral da categoria.

Na próxima segunda, uma nova assembleia será realizada para que outros detalhes da greve sejam definidos. De acordo com o presidente do Sesduft, Vinícius Pinheiro Marques, os portões de todos os campi continuarão abertos e os professores realizarão atividades que envolvam a paralisação em todas as unidades. Os servidores técnico-administrativos, que iniciaram a greve há cerca de um mês, permanecem paralisados. (Ceila Menezes/Jornal do Tocantins)

AO VIVO