Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
TOCANTINS

Parlamentares negam racha entre partidos PSDB e PR

21 setembro 2011 - 11h06

As eleições 2012 são o foco central da maior parte dos círculos de conversa política. Durante sessão ordinária da manha desta quarta-feira, 21 de setembro, nossa equipe conversou com deputados sobre as articulações para as eleições e sobre um possível racha entre o governo e o PR.

O líder do governo na Assembléia Legislativa e deputado estadual pelo PR, José Bonifácio disse que nunca ouviu falar de possibilidade de racha entre o PR e o governador Siqueira Campos (PSDB).Bonifácio disse ainda que é natural a articulação dos partidos para atrair líderes para suas siglas e que compete a cada legenda manter seu fortalecimento. “A última vez que conversei com o senador João Ribeiro foi na tarde de ontem e ele nada comentou sobre insatisfação com os partidos da base do governador Siqueira Campos”, destacou.

Sobre o fato de não ter comparecido a reunião dos partidos da base do governo, realiza na terça-feira da semana passada, ele disse que não foi por que não foi convidado. “Se eu tivesse sido convidado com certeza eu iria”, finalizou.

Já o líder do PSDB na Assembléia Legislativa, deputado estadual Freire Júnior, disse que é natural a migração de lideres para o partido do governador , e que também é natural a reação dos outros partidos, enfatizou ao explicar a reação do senador João Ribeiro no caso do convite que o PSDB havia feito a Goiaciara Cruz. Freire disse ainda que o PSDB está buscando o fortalecimento do partido no Tocantins e confirmou o convite aos gurupienses Osvaldo e Andréia Stival para compor a legenda em Gurupi. “mas não há nenhum acordo de pré-candidatura”, enfatizou Freire.

Marcelo Lélis, pré-candidato pelo Partido Verde, disse que trabalha pela união do grupo , no Tocantins e na capital do estado. Lelis disse desconhecer estremecimento na base aliada e enfatizou que todos os pré-candidatos estão unidos e trabalhando para o crescimento do grupo. “Trabalho 24 horas para a união e harmonia do grupo”, explicou.

Já o peemedebista Ricardo Ayres ,, destacou que o partido é marcado pela diversidade e pela pluralidade. “Por isso temos tantas alas e pensamentos diferentes”, disse. Ayres disse ainda que o partido pretende se fortalecer em 2012 para que em 2014 tenha chances de eleger o governador e o senador.

Alianças com o PR
O deputado destacou ainda que na maior parte dos municípios as alianças devem acontecer com o PPS, com o PSB, com o PDT, com o PT e com o PR, em alguns municípios. Ayres disse que pode causar estranheza o anuncio da possibilidade de coligação com PR – que é da base aliada do governador Siqueira Campos, mas, segundo ele, a realidade política mudou muito nos últimos anos e a realidade atual permite isso.

“Antes o Siqueira queria um nome e esse nome era homologado.Hoje não é mais assim. O senador João Ribeiro e a senadora Kátia Abreu, por exemplo, tem perspectiva de crescimento político e tem projetos futuros de governar o estado, por isso eles tem suas lideranças e seus prefeitos. Ele não vão deixar de apoiá-los”, explicou.

O líder do governo, José Bonifácio, confirmou a possibilidade de alianças mistas em 2012. “ Vai ter aliança de tudo quanto é jeito.Inclusive vai tert município que eu vou ser contra o PR”, disse explicando que em Aguiarnópolis e Araguatins ele possivelmente se posicionará contra o partido. (Fernanda Cappellesso)

AO VIVO