Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
NOTAS DE PESAR

"Grande perda para a rede de proteção à mulher", lamenta Defensoria sobre morte de servidora

15 abril 2020 - 10h46Por Redação

A morte da servidora pública de Palmas, Francisca Romana Sousa Chaves (47 anos), primeira registrada no Tocantins causada por Coronavírus, foi lamentada por diversas pessoas nas redes sociais. Autoridades e entidades também lamentaram o falecimento da Assistente Social que trabalhava na prefeitura desde 2005.

Dona Romana, como era conhecida, foi internada no último dia 18 de março na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital e três dias depois foi diagnosticada com Covid-19. Na época, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou que ela teve contato com a primeira pessoa confirmada com o vírus no Tocantins, a advogada Kellen Pedreira do Vale, de 42 anos. A servidora tinha hipertensão, fator que a enquadrava em grupos de risco e há dias seu estado de saúde era considerado grave.

Em nota, a prefeitura destacou a atuação expressiva de Dona Romana no combate à violência, inclusive sendo nomeada presidente do Núcleo de Prevenção e Assistência a Situações de Violência de Palmas (Nupav).

"Profissional dedicada, competente, amiga e doce, Romana participou de toda a construção da vigilância em saúde do município de Palmas conosco. Que Deus abençoe o coração dos familiares", disse o secretário municipal de saúde, Daniel Borini.

Luto Oficial

O município também decretou luto oficial de três dias e reforçou a necessidade de adesão voluntária às recomendações de isolamento social e autoproteção, com práticas de higiene pessoal, recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Informações sobre o velório e sepultamento da servidora não foram divulgados, mas os mesmos devem seguir o protocolo determinado pelo município para casos de pacientes como novo Coronavírus, sendo restrito apenas para familiares.

Notas de Pesar


Na noite desta terça, 14, foi notificado o falecimento de Francisca Romana Chaves, primeira vítima no Tocantins de Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus. De 47 anos e hipertensa, Romana residia em Palmas e foi a segunda paciente confirmada no Estado.

Internada desde o dia 18/03, Romana foi diagnosticada e assistida pela rede privada da Capital, sendo acompanhada por profissionais que se dedicaram nas últimas três semanas por sua vida.

O Governo do Estado do Tocantins se solidariza com a família e amigos de Francisca e deseja força, coragem e muita união para todos aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-la.

Governo do Tocantins


É com imensa tristeza que manifesto profundo pesar pelo falecimento de Francisca Romana Sousa Chaves. Neste momento de dor, em que nós tocantinenses estamos enlutados, que a morte de Romana nos ajude a aumentar a consciência e o cuidado para superar a grave situação que enfrentamos.

Unimo-nos em oração pelo
descanso de sua alma, assim como pela recuperação das vítimas da Covid-19 no Tocantins. Estendemos nossa mais sincera solidariedade a todos os familiares e amigos de Romana. Pedimos que Deus conforte todos os corações e dê forças para transformar esta dor em esperança.

Deputado federal Vicentinho Júnior e família


Lamentamos profundamente o falecimento da assistente social Francisca Romana Sousa Chaves, irmã da servidora desta Controladoria-Geral do Estado, Regiane Sousa Chaves, Gerente de Acompanhamento do PPA e Avaliação de Desempenho da Gestão Governamental.

Prestamos a nossa solidariedade à toda a família, a qual acompanhávamos em oração desde a confirmação do diagnóstico de Covid-19 da Romana, que infelizmente não resistiu à infecção causada pelo novo Coronavírus.

Neste momento de despedida, rogamos a Deus para que conforte e ampare a família e todos aqueles que a amavam e admiravam.  

Senivan Almeida de Arruda – secretário-chefe da Controladoria-Geral do Estado 


Em nome de todos os seus membros, servidores (as), estagiários (as) e voluntários (as), a Defensoria Pública do Estado do Tocantins externa seu pesar e solidariedade à família e aos amigos da assistente social e servidora da Prefeitura de Palmas Francisca Romana Sousa Chaves, 47 anos, que faleceu na noite de ontem, 13, vítima de Covid-19.

O Núcleo Especializado em Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem) da Defensoria destaca que a morte de Romana também representa uma grande perda para a rede de proteção à mulher; ela era membro e muito atuante no Núcleo de Prevenção de Acidentes e Violência, Promoção da Saúde e Cultura da Paz (Nupav) -  fórum formado por representantes de várias instituições e entidades, instituído pela Secretaria Municipal de Saúde de Palmas em 2008. 

Conforme o Nudem, Romana era uma mulher aguerrida que fará muita falta a todos e todas deu seu convívio pessoal e também na luta em defesa dos direitos das mulheres. 

É certo que o falecimento desperta em todos os tocantinenses ainda mais tristeza pelo o que já temos acompanhado da situação em outros lugares do Brasil e do mundo diante da pandemia.  Aos familiares de Romana, toda a nossa consternação nesse momento de perda e vulnerabilidade.

Defensoria Pública do Estado do Tocantins


Com profundo pesar, o Conselho Regional de Serviço Social do Tocantins (Cress-TO) lamenta a morte da Assistente Social Francisca Romana Chaves.  A profissional faleceu nessa terça-feira, 14, devido ao agravamento no seu quadro clínico de Covid-19. Prestamos nossa solidariedade com toda a família e nos colocamos à disposição neste momento de imensa dor. 

Francisca Romana tinha 47 anos e era assistente social da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), e deixa uma filha adulta.  

Nós do Conselho da 25ª Região reforçamos a continuidade das medidas de proteção ao Coronavírus em todo o Estado, com a permanência do distanciamento social, evitando-se aglomerações.   
Nenhuma luta será em vão
.  


Com muito pesar recebemos a notícia do falecimento de Francisca Romana Sousa chaves, a primeira vítima fatal da COVID-19 em Palmas.

Servidora efetiva da Prefeitura há 15 anos, Romana foi uma mulher forte, que ajudou inúmeras mulheres, e teve uma história de luta no combate a violência contra a mulher, tendo exercido o cargo de presidente do Núcleo de Prevenção e Assistência a Situações de Violência de Palmas (Nupav).

Diante da situação desejo que os familiares e amigos encontrem o conforto necessário para superarem sua grande perda.

Palmas, 15 de Abril de 2020

Vereador Milton Neris


É com imensa tristeza que venho, por meio desta, externar minhas condolências a amiga e companheira Francisca Romana Sousa Chaves, falecida ontem, 14, vítima de infecção causada pelo coronavírus (Covid-19).

Romana fazia parte do quadro da Saúde de Palmas, uma profissional dedicada, competente. Trabalhamos juntas no Núcleo de Prevenção e Assistência a Situações de Violência de Palmas (NUPAV), na luta contra a violência doméstica.  

Neste momento de sofrimento, rogo a Deus que conforte sua família e amigos, e dê forças para todos seguir em frente. Descanse em paz minha amiga!


Vereadora Laudecy Coimbra

 

AO VIVO