Menu
Busca terça, 25 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin
GOIATINS

Prefeito reassume cadeira na prefeitura

31 outubro 2011 - 15h42

Afastado desde o dia 17 de agosto, o prefeito de Goiatins, Neudir Saorin (PSDB), reassumiu o cargo por meio de liminar que alegava que a votação que decidiu por seu afastamento por mais 17 dias não foi feita corretamente. Segundo o presidente da Câmara, Vinícius Donnover (PSD), que assumiu a prefeitura durante o afastamento, a investigações, por meio da CPI, vão continuar. Já o presidente da CPI, Sharlivan Duarte, acusa ao prefeito de estar pressionando servidores para participar de movimento contra a Câmara. No entanto, moradores negam que Saorin esteja fazendo algum tipo de pressão e destacam o ótimo trabalho do prefeito.

O prefeito de Goiatins, Neudir Saorin (PSDB), afastado desde o dia 17 de agosto, reassumiu o cargo nesta última terça-feira, 25, por meio de uma liminar. O prefeito havia sido afastado por 60 dias para que a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI pudesse realizar investigações que envolvem desvio de dinheiro público, uso de notas fiscais clonadas e fraudes em licitações.

Antes do resultado da liminar, no último dia 14, por oito votos contra um os vereadores tinham aprovado a prorrogação do afastamento por mais 17 dias. A prorrogação seria para que a CPI finalizasse as investigações. Contudo, o prefeito conseguiu reassumir a prefeitura porque nesta votação houve falha: o presidente da Câmara, Vinícius Donnover (PSD), que assumiu a prefeitura durante o afastamento, não poderia ter votado, já que seria o maior interessado em manter Saorin afastado do cargo para permanecer na administração.

Ao Site Roberta Tum, Donnover contou que mesmo com o retorno do prefeito, a CPI continuará com as investigações. “Vamos continuar e já encontramos provas de que o prefeito emitiu notas falsas e clonadas, registro de empresas fantasmas e suborno a vereadores e empresários”, afirmou o presidente.

Manifesto
Conforme o presidente da CPI, vereador Sharlivan Duarte, nesta sexta-feira, 27, o prefeito Saorin teria convocado a população para um manifesto contra a corrupção. “O que mais surpreende é que mesmo sendo alvo de investigação por vários atos de improbidade administrativa, que segundo a CPI está custando quase um milhão aos cofres públicos, o prefeito tenta corromper os vereadores com propinas e censurando os comissionados e contratados para que participem dos movimentos contra a Câmara, ato esse que é inconstitucional”, afirmou o vereador.

Segundo Duarte, o prefeito mandou buscar servidores de escolas e postos de saúde de povoados pressionando-os para que participassem do movimento. “E se não participassem seria sujeito a exoneração do cargo, isso é uma demonstração de que o prefeito está em busca do proveito do cargo e das finanças de qualquer forma. O município está passando por uma situação muito crítica e ele devia buscar outra forma de mostrar que o município quer sua pessoa na administração”, finalizou o vereador.

Servidora nega
Ao Site Roberta Tum a servidora pública, Cirene Araújo da Silva, que trabalha na Educação do município, negou que o prefeito Saorin esteja ameaçando funcionários para manifestar apoio a sua permanência na prefeitura. “ Eu sou concursada e não tinha porque ter participado da manifestação se não fosse para apoiar o ótimo trabalho do prefeito. Ele não ameaçou ninguém e nem pediu nada. As pessoas fizeram a manifestação porque não agüentam mais o caos que está a cidade. Lá tinha, por exemplo, três caminhonetes lotadas de índios, eles não são servidores só foram para manifestar apoio ao prefeito”, contou a moradora.

Conforme Cirene, desde que o prefeito foi afastado do cargo, Goiatins tem vivido em estado de calamidade. “O Povoado Cartucho está com quase dois meses sem água. O pessoal tem que levar água para a escola no balde. Nós nunca passamos um dia do professor sem receber homenagem, pelo menos um cartão, e esse ano não fomos nem lembrados, nas escolas não tem tinta para imprimir um boletim, não tem papel, está uma calamidade”, contou a moradora.

Ainda de acordo com a moradora, os vereadores se aproveitam do momento para se beneficiar do dinheiro público. “Esse vereador (Sharlivan) fala essas coisa porque é o maior interessado, porque quando o prefeito está afastado é ele quem assume a Educação. E eles estão desviando dinheiro da creche, já foram mais de 200 mil de um dinheiro que é federal. Até o dinheiro que era para comprar insulina para os doentes eles deram um jeito de desviar. Aqui a situação é clara, todo mundo quer que o prefeito fique”, destacou Cirene.

Tentando contato
A equipe do Site RT está tentando contato com o prefeito Saorin, mas até o momento não obteve resultado. Caso o prefeito queira esclarecer o assunto o espaço está aberto.

AO VIVO