Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
21ºmin
NA CAPITAL

Prefeitura divulga abertura de vagas para castração gratuita de cães e gatos

02 julho 2021 - 11h50

Serão disponibilizadas 40 vagas para castração de cães e gatos de Palmas, pelo Programa de Residência em Medicina Veterinária da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp). O agendamento poderá ser feito neste sábado, 3, a partir das 6h45, e segue até as 23h59 de terça-feira, 6, neste link. O serviço de castração já começa na terça-feira, 6, às 8 horas, no Hospital Veterinário do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), parceiro da Fesp, localizado na Arso 151 (1.501 Sul), Avenida NS-01, acesso atrás da universidade.

A coordenadora do Plano Integrado de Residências em Saúde (PIRS), Socorro Sarmento, destaca que o Programa de Residência em Medicina Veterinária é um dos nove programas do PIRS e oferta anualmente seis vagas somente para este curso.

“Atualmente, estamos com 12 residentes do programa, sendo seis R1 (alunos do primeiro ano de residência) e seis R2 (alunos do segundo ano de residência), e todos eles atuam no hospital da Ulbra, que é um dos cenários de prática do curso composto de 80% de carga horária de aulas práticas”, observou Socorro. Vale ressaltar que a Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) da Secretaria da Saúde (Semus) é outro local de prática que possui agenda própria para o mesmo serviço.

Somente no hospital veterinário serão disponibilizadas 40 vagas neste mês e para realizar o agendamento, o tutor do animal deve ser morador de Palmas e maior de 18 anos. No ato da cirurgia, deve ser apresentada cópia do comprovante de agendamento.

É permitido agendar até 2 (dois) machos e 2 (duas) fêmeas por ano, sendo possível agendar um animal de cada sexo por período de agendamento por pessoa. O procedimento cirúrgico é indicado para cães e gatos, a partir dos 6 meses de vida, que estejam em boas condições de saúde e as fêmeas não devem estar no cio, prenhe ou amamentando na data da cirurgia, a fim de evitar riscos cirúrgicos.

“O número de vagas pode oscilar conforme atividades realizadas pelos residentes do programa em outros cenários que não apenas o Hospital”, explica o coordenador do Programa de Residência em Medicina Veterinária, médico veterinário Luís Flávio Silva Botelho.

AO VIVO