Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
22ºmin
Assembleia Legislativa
NORTE DO ESTADO

Cadeirante mata homem com barra de ferro, aciona a polícia e final da história surpreende

12 janeiro 2020 - 14h37Por Redação

Um crime envolvendo um cadeirante teve um final surpreendente neste sábado (11), em Goiatins no Norte do Estado. 

Por volta das 15h40 de ontem, policiais militares realizavam patrulhamento na cidade quando se depararam com um cadeirante que acenou aos policiais pedindo atenção. Segundo o homem de 28 anos identificado apenas como Egnaldo, ele teria matado uma pessoa dentro da própria casa durante uma discussão que chegou às vias de fato. 

A polícia foi até à residência do cadeirante e encontrou um homem caído no chão com um grave ferimento na cabeça e constatou que ele ainda estava vivo, acionou socorro e a vítima identificada como, Gilcimar Ferreira da Silva (28 anos) foi encaminhada às pressas para o Hospital Regional de Araguaína (HRA) apresentando afundamento no crânio, no entanto, devido à gravidade dos ferimentos, por volta das 21h05 ele não resistiu e morreu na unidade. 

Gilcimar da Silva trabalhava como auxiliar de serviços gerais (Fogo: Arquivo Pessoal)

À polícia, Egnaldo contou que um rapaz chamado André teria ido até à casa dele para pedir dinheiro emprestado, ele negou o empréstimo e os dois começaram uma discussão. André saiu da casa e contou ao seu irmão Gilcimar sua versão do que havia acontecido. Ele então, foi até à casa de Egnaldo para tomar satisfação. Mas segundo o cadeirante, Gilcimar não foi direto ao ponto e como sabia que ele tinha uma espingarda em casa chegou com a história de que precisava da arma emprestada para se defender de uma pessoa que estava ameaçando ele. Egnaldo desconfiou da intenção dele mas foi pegar a arma, momento em que os dois deram início à uma luta corporal e a arma quebrou.

Ainda segundo Egnaldo, Gilcimar armou-se com uma facão para tentar ferí-lo e ele pegou uma barra de ferro e efetuou um golpe certeiro na cabeça do suposto agressor que caiu e em seguida foi atingido por outros golpes. 

O cadeirante foi levado para a delegacia junto como facão e a barra de ferro ainda com marcas de sangue.  Após averiguação o delegado constatou uma vasta ficha criminal de Egnaldo que incluía passagens por furto, roubo e até mesmo por homicídio. Além disso, havia um mandado de prisão em aberto contra ele que acabou detido e flagrante e agora permanece encarcerado à disposição da justiça. 

Armas apreendidas na casa do cadeirante. (Foto: Portal O Norte)

O caso ocorrido nesse sábado deve ser investigado pela Polícia Civil.  

AO VIVO