Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
21ºmin
BRASIL

Desemprego cai, mas desigualdades continuam

20 julho 2011 - 10h03

Todos os empresários com quem eu falo dizem a mesma coisa: está faltando gente no Brasil para trabalhar. Na terça-feira (19), saíram os dados do mercado de trabalho. O desemprego caiu de maio para julho de 6,4% para 6,2%. Mas, olhando os dados separados por cor, por sexo, a desigualdade continua. O desemprego das mulheres é maior do que a de homens. A de negros e pardos é maior do que a de brancos.

Mas todos melhoraram no mês de julho, menos um dado: o dado de desemprego de jovens: subiu de 13,5% para 14,5%. Os dados de cada cidade pesquisada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram como o desemprego é alto. Em São Paulo, de 15,7%; em Salvador, de 21%. Em Salvador, o desemprego de 18 a 24 anos está em 21%. Isso é número de país em crise.

O que está acontecendo é que os empresários não querem investir no treinamento dos jovens brasileiros. Eles estão perdendo esses jovens que estudaram mais, fizeram esforço, estão cheios de esperança, cheio de vontade trabalhar. Vão buscar gente lá fora. Acho que o mercado de trabalho tem esse problema: as empresas estão reclamando, mas deviam abrir suas portas para os jovens. (Por Mírian Leitão/Do Bom dia Brasil)

AO VIVO