Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
23ºmin
AMY WINEHOUSE

Cantora teria comprado drogas antes de morrer

01 agosto 2011 - 15h57

Na véspera de sua morte, Amy Winehouse teria gasto impressionantes 1.200 libras (mais de 3.000 reais) em drogas. Um homem ouvido pela polícia diz ter ajudado a cantora a comprar crack e heroína (14 gramas de cada), informou nesta segunda-feira o jornal britânico Daily Mail.

Tony Azzopardi, que foi apresentado a Amy pelo ex-marido dela, Blake Fielder-Civil, contou ter se encontrado com a cantora em um pub, por volta das 23h30 de sexta-feira passada - no sábado, ela foi encontrada morta na casa onde morava, em Londres. Testemunhas já relataram à polícia que teriam visto a cantora na região descrita por Azzopardi, embora os seguranças garantam que ela foi dormir por volta das 22 horas de sexta.

Segundo os investigadores, não foram encontrados drogas ou objetos para o consumo na casa da cantora. O depoimento de Azzopardi também vai de encontro ao relatado pela família da cantora, que afirma que ela deixou de usar drogas há três anos e estava sem beber há algumas semanas. Amigos e parentes defendem, inclusive, que a causa de sua morte tenha sido exatamente uma forte crise de abstinência.

A autópsia realizada no corpo da cantora foi inconclusiva nesse sentido e os resultados de exames toxicológicos devem ser divulgados em até três semanas. Azzopardi procurou a polícia londrina por livre e espontânea vontade para contar a sua história, cuja veracidade está sendo investigada. (Do site de Veja)

AO VIVO