Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
22ºmin
TRAGÉDIA

Menina de 5 anos morre após ser atingida por tiro acidental de arma do pai

18 fevereiro 2020 - 16h10Por G1

Uma criança de cinco anos morreu após ser atingida por um tiro disparado acidentalmente pelo próprio pai na noite de segunda-feira (17), na cidade de Barras, a 127 km de Teresina. O pai foi conduzido pela Polícia Militar para a delegacia da cidade. A arma, um revólver calibre 38, não tinha registro, e o homem pode responder por homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

O caso aconteceu por volta das 21h, na casa da família. Pai e filha estavam em um quarto, enquanto a mãe e outras duas filhas o casal estavam em outro cômodo. De acordo com a Polícia Civil, o pai manuseava o revólver quando a arma disparou por acidente e atingiu a menina.

Uma criança de cinco anos morreu após ser atingida por um tiro disparado acidentalmente pelo próprio pai na noite de segunda-feira (17), na cidade de Barras, a 127 km de Teresina. O pai foi conduzido pela Polícia Militar para a delegacia da cidade. A arma, um revólver calibre 38, não tinha registro, e o homem pode responder por homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

O caso aconteceu por volta das 21h, na casa da família. Pai e filha estavam em um quarto, enquanto a mãe e outras duas filhas o casal estavam em outro cômodo. De acordo com a Polícia Civil, o pai manuseava o revólver quando a arma disparou por acidente e atingiu a menina.

Arma de fogo que matou menina de cinco anos com tiro acidental foi apreendida pela Polícia Civil de Barras, no Piauí — Foto: Polícia Militar

A criança foi logo socorrida por familiares e vizinhos e levada até um hospital, mas não resistiu ao ferimento e faleceu ainda na noite de segunda-feira. Segundo a Polícia Civil, o pai se apresentou à Polícia Militar logo depois, e entregou a arma de fogo, que não tinha registro.

O homem foi conduzido para a Delegacia de Barras, e deve responder por porte ilegal de arma de fogo. A Polícia Civil ainda vai investigar as circunstâncias em que o tiro ocorreu, e o pai pode ainda responder pelo crime de homicídio culposo (quando não há a intenção de matar).

 

AO VIVO