Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin

Senadora Kátia Abreu no combate ao câncer de mama em Brasília

14 outubro 2011 - 07h37
 Iluminado de cor-de-rosa, o Palácio do Planalto entrou na campanha Outubro Rosa. Na semana passada, o Congresso Nacional também foi coberto por uma luz especial. A iniciativa integra as ações do Outubro Rosa, movimento mundial de mobilização pela saúde da mama, com intuito de alertar a população para a importância de detectar-se precocemente a incidência do câncer de mama.

Por iniciativa da senadora Kátia Abreu (PSD/TO), em 2007 o câncer de mama passou a ser discutido em audiências públicas no Senado Federal. Na avaliação da senadora, a mulher que é vítima do câncer de mama é atingida em seu principal símbolo de feminilidade. "A doença destrói sua auto-estima e pode abalar toda a estrutura da família. Por isso, é importante descobrir a doença a tempo de evitar complicações e aumentar as chances de cura", afirma a senadora.

A mamografia é considerada o exame mais eficiente para diagnosticar o câncer de mama, pois consegue identificar um tumor dois anos antes de ser percebido pelo auto-exame. Hoje, graças ao trabalho da senadora Kátia Abreu, a Rede Pública de Saúde do Tocantins conta com quatro mamógrafos e dois tomógrafos. "Meu trabalho é incansável na busca de recursos para garantir uma saúde pública de qualidade", reforçou.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), este ano devem ser registrados cerca de 50 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. E estatísticas revelam que 12 mil brasileiras morrem anualmente vítimas dessa doença.(Ascom senadora Kátia Abreu)

AO VIVO